Faça aqui sua simulação

Diversas soluções em investimentos e a melhor opção para compra do seu imóvel ou veículo.

faça aqui a sua simulação

Dúvidas Frequentes

Não achou sua dúvida? Fale conosco pelo chat

Confira abaixo uma lista das dúvidas mais comuns e suas respostas.

Caso ainda tenha dúvidas, fale conosco através do nosso formulário.

1. O Consórcio

O Consórcio

Consórcio é um sistema de compras criado no Brasil na década de 60, através do qual se viabiliza a aquisição de bens sem juros ou taxas abusivas. É a modalidade de acesso ao mercado de consumo baseado na união de pessoas físicas ou jurídicas, em grupos fechados, cuja finalidade é formar poupança destinada à compra de bens móveis duráveis, imóveis e serviços turísticos, por meio de autofinanciamento.

O princípio do consórcio é o seguinte: todos participam com uma contribuição. Esta contribuição é igual para todos os participantes do grupo e todos têm assegurada a igualdade de condição para a compra do bem ou serviço que desejarem, ou seja: as contribuições pagas ao grupo destinam-se, periodicamente, a contemplar seus integrantes com crédito que será utilizado na compra de bem ou serviço turístico, indicado em contrato, até que todos sejam satisfeitos. A reunião dessas pessoas é feita pela Administradora de Consórcios.

Acesse o regulamento

2. Banco Central

Banco Central

O Banco Central do Brasil é a autoridade competente para os assuntos relativos ao Sistema de Consórcios, atuando como órgão normatizador e fiscalizador do exercício da atividade de Administração de Grupos de Consórcios.

Para maiores informações acesse o site do Banco Central do Brasil.

Acesse o regulamento

3. A Administradora

A Administradora

A Administradora de Consórcios é empresa especializada na organização e administração de grupos de consórcio para a aquisição de bens e serviços turísticos. Para atuar no Sistema de Consórcios a administradora deverá ter, obrigatoriamente, autorização do Banco Central do Brasil.

Para maiores informações acesse o site da ABAC - Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio

Acesse o regulamento

4. Recomendação para a compra de cota

Recomendação para a compra de cota

Leia atentamente as cláusulas do contrato e peça todos os esclarecimentos que julgar necessários.
Certifique-se quanto ao bem indicado no contrato, prazo de duração do grupo, percentual de contribuições mensais, despesas que serão cobradas, tipos de seguro que serão exigidos, garantias que deverão ser fornecidas quando você for contemplado, como se processará a forma de contemplação, prazo para a utilização do crédito contemplado, possibilidade de optar por bem diverso do indicado do plano antes da contemplação - se de maior ou menor valor do bem original, forma de antecipação de pagamento de prestações, etc.

Verifique se o que foi prometido em propaganda, por exemplo,  consta do contrato.
Desconsidere as promessas verbais: todos os direitos e obrigações do Consórcio estão estabelecidos no contrato.

Entre em contato com a Administradora ou com a ABAC - Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios, caso deseje informações adicionais sobre o funcionamento do grupo ou esclarecimentos sobre cláusulas contratuais.

Acesse o regulamento

5. Formas de participação nos Grupos do Consórcio

Formas de participação nos Grupos do Consórcio

O interessado poderá aderir ao Grupo de Consórcio nas seguintes hipóteses:

a) Em Formação: a administradora ainda está reunindo as pessoas em número suficiente que permita atingir o objetivo do Consórcio, ou seja, contemplação de todos os seus integrantes em prazo predeterminado.

b) Já Formado (que já está operando):

b.1) Cota Vaga: essa cota de participação não tem titular e está disponível à comercialização. A aquisição da cota é feita diretamente com a administradora.

b.2) Cota de Reposição: é a cota adquirida de consorciado que foi excluído do grupo. A aquisição também é feita diretamente com a administradora.

b.3) Cota de Transferência (cessão de contrato de participação com a anuência da administradora): você compra a cota diretamente do consorciado. Você estará assumindo, portanto, integralmente os direitos e as obrigações do consorciado que está sendo substituído.

Acesse o regulamento

6. Prazo de duração grupos - Bens e serviços que poderão ser objeto do contrato de consórcio

Prazo de duração grupos - Bens e serviços que poderão ser objeto do contrato de consórcio

Bens e Serviços O prazo de duração do grupo é o lapso de tempo que o consorciado dispõe para o pagamento do preço do bem ou serviço contratado. Esse prazo será prefixado pela administradora e constará obrigatoriamente no contrato.
O grupo de Consórcio poderá ser constituído por bens ou serviços de preços diferenciados pertencentes a uma das seguintes classes:

 Classe I: veículo automotor (automóveis, camionetas, utilitários, buguies, motocicletas, motonetas, ciclomotores, triciclos, ônibus, microônibus, caminhões, tratores etc), aeronave, embarcação, máquinas e equipamentos agrícolas e equipamentos rodoviários, nacionais ou importados.

 Classe II: produtos eletroeletrônicos e demais bens móveis duráveis ou conjunto de bens móveis, nacionais ou importados, excetuados os referidos na Classe I.

 Classe III: bens imóveis que poderão ser residenciais, comerciais, rurais, construídos ou na planta e terrenos, incluindo-se reforma e imóvel vinculado a empreendimento imobiliário.

 Classe IV: serviços de qualquer natureza.

Acesse o regulamento

7. O que é um grupo?

O que é um grupo?

Grupo é uma sociedade de fato constituída por consorciados reunidos pela administradora para os fins estabelecidos pelo consórcio, qual seja o da aquisição de bens ou serviço ,por meio de autofinanciamento, com prazo de duração previamente estabelecido, cujo encerramento ocorrerá quando plenamente atendidos os seus objetivos. 

Acesse o regulamento

8. O que significa cota?

O que significa cota?

Cota é o número de identificação de cada consorciado participante no Grupo. 

Acesse o regulamento

9. O que é taxa de administração?

O que é taxa de administração?

É a remuneração da Administradora pela formação, organização e administração do grupo de consórcio. Esta taxa é expressa no Contrato de Adesão. 

Acesse o regulamento

10. O que é fundo de reserva? Para que serve?

O que é fundo de reserva? Para que serve?

O Fundo de Reserva é a garantia da saúde financeira do Grupo (sendo que nem todos os grupos o possuem). É um percentual pago na parcela e que irá servir para cobertura de eventual insuficiência de receita às assembleias de contemplação; para uma reserva financeira caso ocorra um nível de inadimplência no Grupo; para cobertura da devolução aos desistentes; para pagamento de débito do consorciado inadimplente, após esgotados todos os meios de cobrança. Cabe ressaltar também que a existência de eventual saldo do Fundo de Reserva, ao término das operações do Grupo é dividida entre todos os participantes, na proporção de sua contribuição.

Acesse o regulamento

11. Quais os bens que você pode adquirir através do consórcio?

Quais os bens que você pode adquirir através do consórcio?

É possível a aquisição de praticamente qualquer bem, seja ele de fabricação nacional ou estrangeira, pois o HS Consórcio disponibiliza cartas de créditos dos mais variados valores para a aquisição de Automóvel, Motocicleta, Imóvel, Caminhão e Eletrodomésticos.

Acesse o regulamento

12. O que é preciso para transferir a cota para o meu nome?

O que é preciso para transferir a cota para o meu nome?

Todas as cotas deverão ser transferidas para que o comprador se torne o Procurador Público da cota, podendo vender, doar, negociar e até mesmo transferir bens para o seu próprio nome, em qualquer estado dentro do território brasileiro.

Para transferir a cota para o seu nome, é necessário NÃO TER RESTRIÇÕES e comprovar um rendimento médio mensal de três a quatro vezes o valor da parcela. Em alguns casos, pode ser alterado para seis vezes o valor da parcela, conforme for feito o cadastro do cliente.

Para se comprovar rendimento, pode ser utilizado holerite + carteira assinada, decore original com selo do contador. Pode-se juntar a renda com o cônjuge.

É preciso ter:

  • Ficha cadastral preenchida
  • Anexar cópias simples de:
  • CPF, RG.
  • Comprovante de residência (sendo o cadastrado o titular do endereço)
  • Atual Declaração de Imposto de Renda do último ano
  • Certidão de nascimento, (se casado (a), certidão de casamento CPF e RG do cônjuge)
Acesse o regulamento